sábado, 4 de agosto de 2018

DO PORTO E DOS PORTUENSES II


11.2 - Do Porto e dos Portuenses II, Francisco de Sá Carneiro define o Porto, Fotografias, filmes, vídeos e comentários obre o Porto



Algumas armas do Porto na fachada da Câmara Municipal

ARMAS DO PORTO ATRAVÉS DOS TEMPOS

Alguns documentários
Porto. Ver a Sé – António Eduardo Soares

Arquitectura da Avenida dos Aliados - António Eduardo Soares

Belíssimo documentário sobra a cidade do Porto – Manuel Oliveira - 1956

Porto, Azulejos no granito – António Eduardo Soares

Porto em Alta definição


Possuímos um exemplar da 2ª edição desta obra, de 1945, editada pela Livraria PROGREDIOR, que foi prefaciada pelo notável historiador portuense Doutor Artur de Magalhães Basto e, no final, uma crítica de Tomaz Modessan, escrita em 10 de Março de 1789.
Trata-se de uma obra absolutamente incontornável para a História e conhecimento da nossa cidade no Século XVIII. Dando sempre a prioridade ao texto do autor, iremos transmitir os excertos deste livro que acharmos mais relevantes. Sempre que nos pareça de interesse acrescentaremos comentários que a nossa memória tenha retido, esperando que, se algum erro ou omissão cometermos, os nossos caros leitores nos corrijam ou completem.
Inseriremos gravuras e fotos de muitas procedências tentando sempre informar as suas fontes. Poderá, porém, acontecer que algumas careçam da devida indicação, por nós não encontradas. Desde já pedimos desculpa e agradecemos que nos informem, afim de repormos o erro ou omissão.
A nossa principal recolha foi feita em O Tripeiro, a célebre e notável revista de “repositório de notícias portucalenses” que lemos, com o maior gosto e interesse, durante dezenas de anos. Também recorremos à nossa biblioteca temática à internet e a vários excelentes blogues, em especial ao PORTO DESAPARECIDO, sobre o Porto, que felizmente existem e têm muita categoria.
Neste trabalho quisemos descrever, na medida das nossas possibilidades, a evolução dos locais, costumes, etc. e a descrição de factos que foram acontecendo até aos nossos dias.
O próprio ARC, na sua página inicial, expõe notavelmente o conteúdo da sua extraordinária obra:


Foi uma longa e trabalhosa pesquisa sobre o referido livro e tempos posteriores que apresentamos, com o maior gosto e proveito, aos apaixonados pela nossa cidade do Porto.
Com este lançamento damos por terminado este trabalho, na esperança que os nossos queridos leitores tenham apreciado e aprendido algo sobre o nosso querido Porto.
Nós, não só aprendemos muito, como também nos proporcionou um grande gosto ao fazê-lo.
Não é uma despedida, pois, se tivermos forças e saúde, tentaremos regressar com algo que será, evidentemente, sobre o Porto. 
Agradecemos aos nossos milhares de leitores, de Portugal e de quase todo o mundo, o interesse mostrado, muito especialmente àqueles que nos corrigiram, comentaram ou louvaram este nosso trabalho

2 comentários:

  1. Este blogue ao fim de seis anos já é uma marca consagrada no que à história do Porto diz respeito. Esperamos que tenha deixado descendentes, que brevemente se manifestem no mesmo âmbito. Muito obrigado pelos ensinamentos e pelos momentos de prazer que nos proporcionaram.

    ResponderEliminar
  2. Quero agradecer o empenho posto na elaboração deste inestimável blog, assente no valiosíssimo livro de Agostinho Rebelo da Costa. Muito obrigado. Aprendi muitíssimo. Fico entretanto à espera do que possa vir a aparecer. Aparecerá neste blog ou num outro que vier a ser criado para o efeito?

    Bem hajam.

    Fernando de Sousa Ribeiro

    ResponderEliminar